Letras de saudade...


E é literalmente revirando o baú que dá saudade...
Entre memórias, saudade de um tempo bom que não volta mais, saudade de um tempo que o tempo era grande, de um tempo de uma infância e uma juventude abençoadas, rodeadas de gente amada, de uma distância que era reduzida por cartas, bilhetes escritos no meio da aula, que estampavam um sorriso no rosto quando o envelope colorido pintava a caixa do correio e reconhecíamos o remetente pela letra, antes mesmo de checar o nome...

Saudades dessas cartas, desses bilhetes no guardanapo, dos recados entre cadernos, agendas, papéis de bala, cartões... Saudades desse tempo, um tempo que passou e que não há mais...

Hoje correria, email, email? Melhor, facetime, inbox, viber, whatsapp, tudo rápido, instantaneo, com brechas, entrelinhas....

Por um tempo presente e futuro, cada vez mais presente e junto daqueles que amo, por mais cartas e bilhetes, até ligações, por mais presença sincera, é assim que busco, é assim que oro, que prezo, que peço, que espero, que busco viver!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A dor e a delícia de ser dona de um “sangue verde e amarelo”...